No Uruguai, Dia do Patrimônio homenageia La Cumparsita


Ft.: Wosseb C&M
Ft.: Wosseb C&M
Museu do Tango está localizado no térreo do Palácio Salvo, inaugurado no ano de 1928

O Dia do Patrimônio é o festival mais popular do Uruguai, surgiu quando o arquiteto Luis Livni propôs a abertura das portas de prédios públicos com parlamentos, palácio de justiça, casa presidencial, aos cidadãos uruguaios para conhecerem como são e funcionam por dentro esses locais, homenageando dessa forma o seu patrimônio material e imaterial. E para mais uma edição do Dia do Patrimônio, nos dias 7 e 8 de outubro, o principal festival do país homenageará os 100 anos de criação do tango “La Cumparsita” – patrimônio vivo e universal, estreado em 1917 no velho café “La Giralda”, em Montevidéu.

Turistas presentes no país poderão economizar na programação cultural do próximo fim de semana, pois aproximadamente 400 locais abrirão suas portas ao público, oferecendo mais de 1500 programas culturais com entrada gratuita e/ou desconto.

A abertura do festival acontecerá em Montevidéu, dia 7 de outubro, na esplanada do teatro Solís, no centro da capital uruguaia. Por lá, os expectadores poderão desfrutar da apresentação de Milonga. O evento tem tanta força e valor para nossos vizinhos, que de apenas um dia a data passou para um fim de semana completo. Todo ano, desde 1995, museus, parques públicos e palácios são abertos ao público e apresentam uma infinidade de ações culturais no país.

Para ter o guia na mão, basta entrar e baixar no link AQUI.

“La Cumparsita” e Museu do Tango

La Cumparsita é um tango cuja melodia foi criada e escrita no verão de 1917 pelo músico uruguaio Gerardo Matos Rodríguez. Pouco depois, a melodia recebeu arranjos musicais de Roberto Firpo – pianista, diretor de orquestra e compositor argentino, que mais tarde a tocou com sua orquestra pela primeira vez em público. É considerado o tango mais difundido no mundo, e as letras mais populares pertencem ao argentino Pascual Contursi, músico radicado em Montevidéu, amigo de Matos Rodriguez.

Considerado patrimônio vivo e universal, La Cumparsita é o hino popular e cultural do Uruguai, com base em uma lei aprovada em 1998 pelo Poder Legislativo do país. Hoje em dia, no lugar do antigo café, funciona o Museu do Tango, dando a possibilidade dos visitantes, que chegam a Montevidéu, conhecerem e sentirem o local onde “La Cumparsita” tocou pela primeira vez".

O Museu do Tango é um impressionante espaço, que ganhou a reprodução quase que fiel do que foi o Café “La Giralda” em 1900. No seu interior, existe uma memorável coletânea das versões de La Cumparsita e também do tango. Para os que não são “Tangueiros”, mas curiosos, esse espaço apresenta a história do tango e suas origens de uma forma mais fácil de entender.

O museu está no piso térreo do Palácio Salvo na Plaza Independencia 846 - Montevidéu. A visita é muito agradável, divertida e atraente para todas as idades. Os visitantes ficam surpresos ao escutarem os vinis com as versões do tango na vitrola original do ano de 1900, enquanto o guia mostra, por meio de um mapa interativo, o alcance universal de La Cumparsita, além da apresentação temática por um hot site oficial.

www.lacumparsita.com.uy